Torne-se perito

Rossellini revisto e aumentado em Lisboa e no Porto

Ciclo dedicado ao pai do neo-realismo italiano vai ser prolongado e vai contar com a exibição de novos títulos.

Foto
Rossellini com Ingrid Bergman na rodagem de Viagem em Itália DR

O sucesso da exibição de um ciclo com 10 dos filmes mais famosos de Roberto Rossellini, em cópias recentemente restauradas, em Lisboa e no Porto levou a Medeia Filmes a prolongar e aumentar o âmbito desta mostra da obra daquele que é visto como o pai do neo-realismo italiano.

Assim, serão acrescentados 18 novos títulos ao programa inicial, que, em Lisboa, serão exibidos, sempre no Espaço Nimas, a partir de 2 e até 27 de Maio. Na mesma sala, continuará entretanto também a ser exibido o ciclo dos dez filmes originais, entre o dia 30 de Abril (com a reposição de Índia) e o mesmo dia 27 de Maio (Viagem em Itália).

No comunicado em que anuncia a programação complementar da Operação Rossellini, a Medeia explica que os novos filmes serão “todos projectados em ficheiros vídeo e com uma sessão, em Lisboa, às 14h, a um custo simbólico de 2 euros” (as outras sessões com os dez filmes restaurados mantêm-se a 6 euros).

A exibidora de Paulo Branco justifica a exibição dos novos títulos – parte deles só possível com a autorização do filho do cineasta, Renzo Rossellini, responsável pela fundação que gere a obra do pai, e que esteve em Lisboa aquando do lançamento deste programa –, mesmo se só possível em versões vídeo e em grande parte sem legendas em português, “para dar a conhecer a extensa obra de Rossellini a um público mais alargado”. No caso de Lisboa, com o acrescento da nova lista de filmes, vai quase ser possível ter uma retrospectiva completa da produção do realizador de Roma, Cidade Aberta.

É a seguinte a lista completa dos novos filmes: La Nave Bianca (1941), Un Pilota Ritorna (1942), L’Uomo dalla Croce (1943), Francesco Guillare di Dio (1950), Dov’È la Libertà (1954), Giovanna d’Arco al Rogo (1954), Il Generale della Rovere (1959), Era Notte a Roma (1960), Viva l’Italia (1961), Anima Nera (1962), La Prise du Pouvoir par Louis XIV (1966), Socrate (1970), Blaise Pascal (1972), Agostino d’Ippona (1972), L’État di Cosimo di Medici (1972), Cartesius (1974), Anno Uno (1974) e Il Messia (1976).

No Porto, no estúdio do Teatro Campo Alegre, onde a programação original terminaria quarta-feira, dia 29, com a exibição de Viagem em Itália, haverá uma espécie de “terceira volta” da selecção de dez filmes a partir de 30 de Abril. A agenda irá até 13 de Maio, e incluirá a apresentação de quatro títulos da nova programação: Dov’È la Libertà (dia 2), Anima Nera (3), Viva l’Italia (9) e La Prise du Pouvoir par Louis XIV (10).

Os novos filmes serão exibidos alguns apenas na versão original, sem legendas, outros, legendados em espanhol, francês e inglês.

Até esta segunda-feira, a Medeia Filmes contou mais de 13 mil espectadores nas sessões realizadas em Lisboa e no Porto no ciclo Rossellini, muitas delas tendo registado lotações esgotadas.

Notícia corrigida  a 1 de Maio, com a referência ao prolongamento, também, do programa original dos dez filmes restaurados.

 

Sugerir correcção