Torne-se perito

Maestrina Joana Carneiro dirige Filarmónica Real de Estocolmo na entrega dos Nobel

Cerimónia tem lugar este domingo na capital sueca.

Foto
Rui Gaudêncio

A maestrina portuguesa Joana Carneiro vai dirigir a Orquestra Filarmónica Real de Estocolmo, no domingo, no concerto da cerimónia de entrega dos prémios Nobel na capital sueca, disse a própria à Lusa.

O concerto, integrado na semana dos Nobel, ao longo da qual os premiados deste ano realizam as suas palestras, vai ter lugar às 16h30 deste domingo (15h30 em Lisboa), no momento da cerimónia de entrega dos galardões.

Segundo Joana Carneiro, o programa é desenhado de acordo com os laureados e inclui peças de Mozart, Lindblad, Amy Beach, Bach, Korngold, Peterson-Berger, Alfvén, para além do hino sueco.

O concerto vai contar com a soprano sueca Camilla Tilling e com Joakim Agnas no trompete para a cantata de Bach.

Até ao final do ano, a maestrina titular da Orquestra Sinfónica Portuguesa vai dirigir este conjunto no Teatro Nacional de São Carlos, em Lisboa, na interpretação de L'enfant et les sortilèges, de Ravel, com estreia no dia 28 deste mês e novas actuações a 29 e 30 de Dezembro, para além de 4, 5 e 6 de Janeiro.

Em relação aos planos para 2018, Joana Carneiro tem já agendado um regresso à Sala de Concertos de Estocolmo no dia 12 de Abril, quando vai voltar a conduzir a Filarmónica Real num fim-de-semana dedicado à compositora sueca Andrea Tarrodi, que inclui duas estreias mundiais da autora nascida em 1981.

"É uma compositora sueca, fantástica, com quem tenho trabalhado", realçou Joana Carneiro.

Multipremiada ao longo da carreira, Joana Carneiro é a maestrina titular da OSP desde 2014, sendo directora musical da Sinfónica de Berkeley desde 2009, para além de ser maestrina convidada da Orquestra Gulbenkian e Directora Artística do Estágio Gulbenkian para Orquestra.

Sugerir correcção