De eufóricos a deprimidos: o estado dos partidos rumo às legislativas

Tal como o país mudou em quatro anos, terão os partidos com representação parlamentar mudado? O PÚBLICO analisa o estado em que os partidos partem para as legislativas de Outubro.

Rui Rio
Fotogaleria
Rui Rio LUSA/JOÃO RELVAS
António Costa
Fotogaleria
António Costa LUSA/RODRIGO ANTUNES
Catarina Martins
Fotogaleria
Catarina Martins LUSA/ESTELA SILVA
Jerónimo de Sousa
Fotogaleria
Jerónimo de Sousa LUSA/TIAGO PETINGA
Assunção Cristas
Fotogaleria
Assunção Cristas LUSA/CARLOS BARROSO
André Silva
Fotogaleria
André Silva Nuno Ferreira Santos

A legislatura trouxe uma inovação política: uma aliança parlamentar à esquerda entre PS, BE, PCP e PEV. A aproximação de comunistas e bloquistas do poder possibilitou que o secretário-geral do PS, António Costa, formasse Governo, depois de apear do executivo o PSD e o CDS, que coligados tinham ganho eleições. A nova configuração político-parlamentar foi também responsável pela forma como os partidos evoluíram. O PÚBLICO traça assim o estado em que estão os partidos parlamentares.