Restaurante Bica do Sapato fechou portas sem reabertura marcada

Aberto há 20 anos, o icónico restaurante lisboeta encerrou, ainda sem revelar o seu futuro. Proprietário só confirma que “fechou para obras”.

Fotogaleria
DR
Fotogaleria
DR
Fotogaleria
DR
Fotogaleria
DR
Fotogaleria
DR
Fotogaleria
DR

Sabia-se que estaria à venda, mas desconhece-se o término do negócio. Para já, o que se sabe é que o restaurante Bica do Sapato, um dos ícones da restauração lisboeta nas últimas duas décadas, já não recebe clientes. 

As portas fecharam no final de Agosto, tendo pouco antes sido antecipadas pela revista Sábado as dúvidas sobre o futuro do restaurante. A revista noticiava que os funcionários tinham sido informados de que a casa teria novos investidores e que se preparava para fechar. Na altura, o proprietário, Fernando Fernandes, disse à revista que iria “continuar tudo igual”. “Não vamos fechar”, afirmou. 

À Fugas, através da sua equipa de comunicação, Fernando Fernandes referiu-se ao encerramento do espaço como apenas “para obras”, mas sem querer adiantar mais dados quanto à reabertura, novos investidores ou possíveis mudanças de conceito. 

No blogue especializado em gastronomia e restauração Mesa Marcada, Duarte Calvão escreve que “só se sabe que ‘novos investidores’ compraram” a casa.

O site do restaurante esteve disponível até esta tarde, sem referência ao encerramento, tendo entretanto entrado “em manutenção”.

O Bica do Sapato, cuja cozinha actualmente era liderada por Henrique Mouro com Pedro Rezende Pereira, abriu em Junho de 1999, por artes de Fernandes e José Miranda, os senhores de outro espaço de culto, o Pap'Açorda (que entretanto se mudou para o Mercado da Ribeira) e Manuel Reis, o empresário-artista (falecido em 2018) que revolucionou a noite lisboeta com o bar Frágil e depois com o Lux, tendo como sócio o actor John Malkovich

 Há 20 anos, David Lopes Ramos escrevia na Fugas que a abertura da Bica do Sapato tinha sido “o acontecimento do ano”.