Reportagem

Um dos últimos baleeiros

“As embarcações eram maneiras, não era cá como estas embarcações que há agora, isto agora… eles vão ao fim do mundo”, conta Manuel Moreira.

A memória de Manuel Moreira já se baralha, mas ainda guarda episódios da caça à baleia. Não parece coisa que um homem possa apagar. “Aos anos que já saí… ainda sonho.” Sonha que anda no mar, de lança na mão, a perseguir e a matar cachalote, o maior animal com dentes.