Desesperadamente procurando a fama em Chicago

Até final de Dezembro, o musical de Bob Fosse instala-se no Teatro da Trindade. A encenação de Diogo Infante foge ao franchising e coloca em cena os elevados custos da celebridade.

Fotogaleria
filipe ferreira
Fotogaleria
filipe ferreira
Dança moderna
Fotogaleria
filipe ferreira
,Diogo Infante
Fotogaleria
filipe ferreira

Ao longo do processo criativo que conduziu à estreia, esta quarta-feira, do musical Chicago, no Teatro da Trindade, Lisboa, Diogo Infante deu por si a ser transportado com frequência para a sua infância e a sua adolescência. É desse período que vem o seu fascínio por musicais, tendo crescido a idolatrar Fred Astaire, Gene Kelly, Cyd Charisse e outros que tais, não se cansando de assistir na televisão a Música no Coração e, sobretudo, Serenata à Chuva. “Adorava cantar e dançar, e ficava muito encantado por este imaginário, em particular do Bob Fosse”, recorda ao PÚBLICO.