Fotogaleria
DR
Fotogaleria
DR
Fotogaleria
DR
Fotogaleria
DR
Fotogaleria
DR

Um estádio de futebol, 300 árvores: uma instalação para atrair vida selvagem

O curador de arte suíço Klaus Littmann plantou 300 árvores no estádio de futebol de Wörthersee, na Áustria, como forma de chamar a atenção para as questões ambientais.

Um relvado de um estádio de futebol cheio de árvores de vários tamanhos? For Forest—  The Endending of Nature é o nome da instalação artística do curador de arte suíço Klaus Littmann, que transformou o estádio de futebol de Wörthersee, em Klagenfurt, na Áustria, numa floresta nativa europeia. Inaugurada a 8 de Setembro, esta instalação temporária pretende chamar a atenção para as alterações climáticas e a desflorestação.

Com quase 300 árvores plantadas, a instalação deverá atrair vida selvagem durante as sete semanas em que estará patente no relvado do estádio, com capacidade para 30 mil espectadores.

PÚBLICO - Foram plantadas quase 300 árvores
Foram plantadas quase 300 árvores DR
PÚBLICO - Foram plantadas quase 300 árvores
Foram plantadas quase 300 árvores DR
Fotogaleria
DR

A ideia desta criação surgiu há mais de 30 anos, quando o curador suíço viu o desenho de Max Peintner, artista que imaginou um mundo distópico onde as árvores só existiriam como espécies de animais num jardim zoológico. “Eu pensei que a ideia era simplesmente fascinante”, disse Klaus Littmann à BBC, revelando que, mal viu o desenho, quis “experimentá-lo na vida real”.

Na plataforma online da instalação artística, o curador assume querer que “a experiência de cada visitante no estádio de árvores seja pessoal”. “As árvores estão abertas para serem interpretadas como uma escultura artística ou um símbolo filosófico da vida.”

À BBC, Littmann afirmou ainda que nunca havia trabalhado “com seres vivos”, estando “ciente de que tal não se pode comparar ao trabalho de uma escultura, fotografia ou pintura”. “Este trabalho precisa de se adaptar às espécies, pelo que tem de ser feito com muita atenção e respeito”, acrescentou.

Para o suíço, citado pela Dezeen, plantar 300 árvores num curto espaço de tempo – três semanas – foi uma grande tarefa. “A parte mais desafiadora do projecto foi a sua complexidade”. O momento para estabelecer a intervenção artística temporária foi “crucial”.

Das bancadas e uma vez que a entrada é gratuita, os visitantes do estádio e da instalação podem ver as árvores dia e noite — das 10h às 22horras. Após o período de exposição, as árvores, provenientes de viveiros, irão permanecer num local de plantio próximo do estádio, para não causar interferência na natureza.

PÚBLICO - Os visitantes podem ver as árvores dia e noite – das 10h às 22h
Os visitantes podem ver as árvores dia e noite – das 10h às 22h DR
PÚBLICO - Os visitantes podem ver as árvores dia e noite – das 10h às 22h
Os visitantes podem ver as árvores dia e noite – das 10h às 22h DR
Fotogaleria
DR