No Ponto: queijinhos do céu, Santarém

Estas doçuras são só gemas de ovo e açúcar, não é de admirar que também sejam conhecidos como “beijinhos”.

Bola de rum
Fotogaleria
Fotogaleria
Fotogaleria
Fotogaleria

Os queijinhos do céu, também conhecidos noutras partes do país como “beijinhos”, têm apenas dois ingredientes: gemas de ovo e açúcar em ponto. Conta-se que as freiras do Convento de Santa Clara, em Santarém, eram especialistas nestes doces, e não só.

As clarissas, por todo o país, eram conhecidas pela doçaria, por isso é provável que, também em Santarém, tenham deixado o seu saber. As freiras davam-se ainda ao trabalho de recortar minuciosamente cada papelinho para cada doce, vestindo-os com rendas elaboradas de papel.

Ana Figueiras seguiu os passos da mãe e montou a casa Celestes & Companhia. Faz os queijinhos do céu e outros doces de tipo conventual, maravilhosamente. Para ocasiões especiais, também faz os recortes de papel para vestir cada doce. Serão os queijinhos uma bomba calórica? Talvez não tanto como se pensa.

A Doçaria Portuguesa

Cristina Castro criou o projecto No Ponto para registar e dar a conhecer os doces do país. Tem vindo a publicar a colecção A Doçaria Portuguesa, “os mais completos livros sobre a história e actualidade dos doces de Portugal”. A investigação para este trabalho levou a autora a viajar por todos os concelhos em busca de especialidades doceiras. A partir da oportunidade de ver como se faz, de falar com quem produz, de conhecer vidas, histórias e tradições associadas à doçaria, surgiram os vídeos que desvendam um pouco de cada doce. Regularmente, a Fugas revela um vídeo novo sobre um doce diferente.