Na Quinta dos Murças, pisando uvas ao luar à beira do Douro

Há onze anos, a herdade alentejana do Esporão apostou no Douro e comprou a Quinta dos Murças. E agora aposta no enoturismo. Pode-se dormir, passear de barco, fazer pisa a pé e descobrir um mapa das vinhas com oito terroirs diferentes.

Fotogaleria
O enólogo José Luís Moreira da Silva na Quinta dos Murças dr
Fotogaleria
dr
Fotogaleria
dr
Quinta dos Murças, Esporão
Fotogaleria
dr
Fotogaleria
dr
,Douro
Fotogaleria
,Quinta dos Murças, Esporão
Fotogaleria
Duarte Belo

São dez da noite quando nos levantamos da mesa onde estivemos a jantar com José Luís Moreira da Silva, o enólogo da Quinta dos Murças, e nos dirigimos para a zona dos lagares onde, desde as oito, um grupo de homens está a pisar uvas. Ainda vamos a tempo de os acompanhar mais duas horas, até à meia-noite, dentro de um dos lagares, a avançar ritmadamente, primeiro numa direcção, depois na outra, entre conversas, piadas e músicas – e, sim, também se cantam canções alentejanas enquanto se faz pisa a pé no Douro.