Fotogaleria

As praias desaparecidas de Lisboa

Uma viagem pelas praias engolidas pelo crescimento da capital, através de imagens do Arquivo Municipal de Lisboa.

A praia de Pedrouços em 1937 Eduardo Portugal/Arquivo Municipal de Lisboa, POR058935
Fotogaleria
A praia de Pedrouços em 1937 Eduardo Portugal/Arquivo Municipal de Lisboa, POR058935

Houve um tempo em que os habitantes da capital iam a banhos nas margens do Tejo: primeiro, em "barcas de banhos" instaladas no rio, no mais distante século XVII; mas ainda no século passado se "fazia praia" em Xabregas ou Belém. Só que os areais foram sendo engolidos pelos sucessivos aterros junto ao Tejo, para dar lugar a avenidas como a Infante Dom Henrique ou a 24 de Julho e às docas, e hoje restam apenas os nomes na memória popular e algumas imagens.

Com as mudanças na cidade, os lisboetas começaram a viajar ao longo da margem e Pedrouços e Algés a tornaram-se as praias da moda — Almeida Garrett frequentava a praia da aldeia de Pedrouços—, antes ainda da popularidade dos banhos de mar os empurrarem para Estoril e Cascais. 

Uma viagem pelas imagens do Arquivo Municipal de Lisboa permite regressar à Praia dos Algarves, onde agora é Santa Apolónia, ao areal de Xabregas, e ainda às praias alfacinhas o Bom Sucesso e da Torre, em Belém, que colavam a Pedrouços.

Os eléctricos, as varinas, as ruas: a Lisboa antiga em 34 fotos

Eléctricos, ardinas, varinas, azulejos, luzes de Natal, autocarros com publicidade a aguardente e até uma lenda do futebol português.

A equipa de futebol do Clube de Carcavelos junto à antiga praia de Belém, em 1906, onde se encontra, actualmente, o Padrão dos Descobrimentos
A equipa de futebol do Clube de Carcavelos junto à antiga praia de Belém, em 1906, onde se encontra, actualmente, o Padrão dos Descobrimentos Arquivo Municipal de Lisboa, PT-AMLSB-CMLSBAH-PCSP-004-ACU-000152
O areal da Junqueira, onde antes era a praia, em 1939
O areal da Junqueira, onde antes era a praia, em 1939 Arquivo Municipal de Lisboa, PT-AMLSB-CMLSBAH-PCSP-004-EDP-002168
Xabregas ainda tinha, em finais da década de 30, uma praia, altura em que o desenvolvimento industrial da cidade a fez desaparecer
Xabregas ainda tinha, em finais da década de 30, uma praia, altura em que o desenvolvimento industrial da cidade a fez desaparecer Arquivo Municipal de Lisboa, PT-AMLSB-CMLSBAH-PCSP-004-EDP-001537
A chamada praia dos Algarves, em 1888, perto de onde é hoje a estação de Santa Apolónia. Toda esta área mudaria radicalmente com o aterro feito para abrir a avenida Infante Dom Henrique e as docas. Antes do aterro, as águas lambiam o edifício da estação.
A chamada praia dos Algarves, em 1888, perto de onde é hoje a estação de Santa Apolónia. Toda esta área mudaria radicalmente com o aterro feito para abrir a avenida Infante Dom Henrique e as docas. Antes do aterro, as águas lambiam o edifício da estação. Arquivo Municipal de Lisboa, PT-AMLSB-CMLSBAH-PCSP-004-SEX-000211
Entre a ribeira e a antiga Praia de Pedrouços, com a Torre de Belém ao fundo
Entre a ribeira e a antiga Praia de Pedrouços, com a Torre de Belém ao fundo Eduardo Portugal/Arquivo Municipal de Lisboa, PT-AMLSB-POR-058937
Banhistas na praia de Pedrouços, na segunda década so século passado. Em segundo plano, a canhoneira-torpedeira Tejo e o cruzador Vasco da Gama
Banhistas na praia de Pedrouços, na segunda década so século passado. Em segundo plano, a canhoneira-torpedeira Tejo e o cruzador Vasco da Gama Arquivo Municipal de Lisboa, PT-AMLSB-CMLSBAH-PCSP-004-LIM-001226
A praia de Pedrouços em 1920
A praia de Pedrouços em 1920 Arquivo Municipal de Lisboa, PT-AMLSB-POR-059724
A praia de Pedrouços em 1937, fotografada por Eduardo Portugal
A praia de Pedrouços em 1937, fotografada por Eduardo Portugal Eduardo Portugal/Arquivo Municipal de Lisboa, POR058936
Banhos na praia de Algés, 1912
Banhos na praia de Algés, 1912 Joshua Benoliel/Arquivo Municipal de Lisboa, PT-AMLSB-CMLSBAH-PCSP-004-JBN-000769
Praia e ribeira de Algés, em 1939
Praia e ribeira de Algés, em 1939 Arquivo Municipal de Lisboa, PT-AMLSB-CMLSBAH-PCSP-004-EDP-001505