Actor Robert Forster, nomeado para o Óscar em Jackie Brown, morre aos 78 anos

Forster estreou-se no mundo do cinema ao lado de Marlon Brando e Elizabeth Taylor em Reflexos num Olho Dourado, em 1967. Mas foi com Jackie Brown, realizado por Quentin Tarantino, que voltou à ribalta depois de estar vários anos na mó de baixo.

,Ator
Foto
O actor norte-americano Robert Forster PAUL BUCK/LUSA

O actor norte-americano Robert Forster, nomeado ao Óscar de Melhor Actor Secundário pelo seu papel em Jackie Brown (1997), realizado por Quentin Tarantino, morreu esta sexta-feira em Los Angeles, aos 78 anos. Forster tinha um cancro do cérebro, confirmou o agente do actor à revista especializada The Hollywood Reporter.

Nascido a 13 de Julho de 1941, em Rochester (Nova Iorque), Robert Forster estreou-se no mundo do cinema ao lado de Marlon Brando e Elizabeth Taylor em Reflexos num Olho Dourado, realizado por John Huston em 1967, tendo participado também em América, América... Para Onde Vais? (Medium Cool, no título original), de 1969, filme que se tornou um marco da cultura norte-americana.

Alguns anos depois, o actor norte-americano passou pela televisão, com participações nas séries Banyon da NBC, que se estreou em 1971, e Nakia da ABC, em 1974. Contudo, os programas acabaram por ser cancelados e o actor regressou ao cinema.

Em 1979, fez parte do elenco do filme de ficção científica O Buraco Negro (The Black Hole), produzido pela Walt Disney Productions. O filme não foi um sucesso de bilheteira, tal como aconteceu com as seguintes produções em que Forster participou — Alligator (1980), The Kinky Coaches and the Pom-Pom Pussycats (1981), Vigilante (1982), Hollywood Harry (1986) e Satan's Princess (1989).

No início da década de 1990, Robert Forster viu a sua carreira resumida a papéis secundários, entrando numa espiral sem fim à vista. “Estive 21 meses sem emprego. Tinha quatro filhos, aceitava qualquer trabalho que pudesse”, admitiu o actor, em 2018, numa entrevista ao jornal Chicago Tribune. “Sempre que [a carreira] atingia um nível mais baixo eu achava que conseguia tolerar, depois caía um pouco mais e depois ainda mais”, disse o actor, revelando que, a certa altura, chegou mesmo a ficar sem agente.

Até que Quentin Tarantino, um fã de Forster desde pequeno, veio em seu auxílio. Depois de ter feito uma audição para o papel do gangster Joe Cabot em Cães Danados (1992) — uma personagem que acabou por ser interpretada por Lawrence Tierney —, Robert Forster acabou por assumir o papel de Max Cherry em Jackie Brown, uma personagem, aliás, que Tarantino criou tendo já Forster em mente.

Após Jackie Brown, foram várias as propostas recebidas por Robert Forster, com Tarantino a catapultar a carreira do actor norte-americano de novo para a ribalta. Seguiram-se participações em filmes como Psico (1998), Me, Myself and Irene (2000), Mulholland Drive (2001) — escolhido como o melhor filme do século XXI por uma votação promovida pela BBC Culture —, Natureza Humana (2001), Os Ténis Mágicos (2002), Charlie's Angels: Potência Máxima (2003), Firewall - Segurança em Risco (2006), Há dias de azar...​ (2006) e Os Descendentes (2011).

Em 2013, Forster assumiu o papel de Ed Galbraith na série Breaking Bad, personagem que voltou a interpretar em El Camino — Um Filme Breaking Bad, uma sequela da série, que chegou esta sexta-feira ao Netflix. Robert Forster fez ainda parte, em 2017, da nova temporada da série Twin Peaks, criada por Mark Frost e David Lynch.