Lurdes e a família recebem Diana, de 11 anos; Pedro e a mulher acolhem Katerina, também de 11 anos. Adriano Miranda

Já não há dinheiro para crianças de Tchernobil virem a Portugal

Liberty Seguros corta financiamento ao projecto Verão Azul, iniciado em 2008, que já trouxe mais de 100 crianças. Famílias de acolhimento lamentam desfecho e tentam garantir continuidade da iniciativa.

A notícia chegou por e-mail nas vésperas de Natal. Numa nota endereçada às famílias de acolhimento do programa Verão Azul, a Liberty anunciou que “optou por não renovar, no próximo ano [2020], o apoio ao projecto”. Dava, assim, por terminado o programa que tinha iniciado em 2008 e que, em 11 anos, trouxe a Portugal “mais de 100 crianças e jovens oriundas dos arredores de Tchernobil, onde as radiações do desastre nuclear de 1986 ainda hoje se fazem sentir”, recordava a própria companhia.