Aumento extra abrange 1,9 milhões de pensionistas

O número de pensões da Segurança Social em valores mínimos inclui mais 283 mil casos.

Foto
NELSON GARRIDO

O número de pensionistas que recebem prestações da segurança social em valores mínimos (abaixo dos 658,22 euros mensais) aumentou no ano de 2019 em mais de 238 mil casos. De acordo com os cálculos divulgados pela Segurança Social, citados pelo Diário de Noticias e Jornal de Negócios, o número de pensionistas que vai poder beneficiar da actualização extraordinária aprovada pelo Parlamento aquando da votação do Orçamento de Estado chegará este ano aos 1,9 milhões. Ao PÚBLICO, fonte do gabinete do Ministério do Trabalho e da Segurança Social, precisou que o número de pensionistas que vão receber a actualização extraordinária das pensões é de 1.886.639 em 2020. 

Esta actualização extraordinária só se verificará depois do Orçamento de Estado entrar em vigor, algo que só deve acontecer em Março. As pensões da Segurança Social em valores mínimos vão ter direito a uma actualização extraordinária até seis ou dez euros - depois de terem recebido um empurrão automático de 0,7% na actualização do início do ano.

De acordo com os dados da Segurança Social divulgados esta sexta-feira, os beneficiários das mais baixas pensões do país representam em 2020 mais de metade do universo de pensões (3,6 milhões nos últimos dados, de 2018) e quase dois terços das pensões da Segurança Social (2,9 milhões).

No ano passado, só 1,6 milhões de pensões beneficiaram do bónus que completa o necessário até garantir que cada uma das pensões abaixo do mínimo de existência sobe pelo menos dez euros. Ou seis euros no caso de pensões sociais, pensões do regime rural e primeiro escalão das pensões mínimas - com menor subida garantida agora pelo facto de terem tido actualizações durante os anos da crise.

Sugerir correcção