Desempregados: obrigação de procura activa de emprego está suspensa

Até 9 de Abril, todas as actividades estão canceladas.

Desemprego
Foto
Andreia Carvalho

Os desempregados que têm de fazer prova de que estão à procura de emprego para garantir o subsídio ficam com essa obrigação suspensa enquanto durar a actual crise de saúde pública provocada pelo surto de covid-19.

O Instituto de Emprego e Formação Profissional esclareceu, em comunicado, que “até comunicação em contrário, encontra-se suspensa a obrigação de procura activa de emprego por parte dos candidatos que se encontram a auferir prestações de desemprego”.

Adicionalmente, o IEFP anunciou ainda que dadas as “últimas medidas adoptadas e comunicadas pelo Governo, no âmbito da pandemia covid-19, (...) a partir de segunda-feira, dia 16 de Março, estão canceladas todas as actividades de formação em curso, bem como as que se encontram programadas, até 9 de Abril, data em que a situação será reavaliada”.

“Também na área do Emprego, se é um dos candidatos que recebeu convocatória para uma intervenção nos próximos dias, deve considerar a mesma sem efeito”, conclui o IEFP, acrescentando que os “serviços não se encontram encerrados, mas recomendamos que utilize as comunicações por meio digital”, nomeadamente através de email ou do site.

O novo coronavírus responsável pela pandemia de covid-19 foi detectado em Dezembro, na China, e já provocou mais de 6.000 mortos em todo o mundo. O número de infectados ronda as 160 mil pessoas, com casos registados em pelo menos 139 países e territórios, incluindo Portugal, que tem 245 casos confirmados. Do total de infectados, mais de 75 mil recuperaram.

Sugerir correcção