Podem parar de romantizar a pandemia?

Vão lá fazer esta conversa de que devemos estar gratos por esta experiência a quem não vai dormir a casa por medo de contaminar os filhos e que, todos os dias, se apresenta na linha da frente de combate.

Foto
Hospital em Cremona, em Itália Reuters/FLAVIO LO SCALZO

Acabei de ler mais um daqueles textos virais nas redes sociais que juntam na mesma frase palavras como “covid-19” e “gratidão” e confesso que estou, neste exacto momento, a martelar em fúria as teclas do computador. Já dei dezenas de voltas à cabeça e continuo sem conseguir perceber como é que alguém pode achar que devemos estar gratos por estar a viver uma situação de pandemia que nos obriga a medidas de isolamento social extremas.