Patti Smith, Michael Stipe e Flea em concerto de celebração do Dia da Terra

Iniciativa ao vivo e em streaming realiza-se no domingo, promovida pela organização Pathway to Paris.

Foto
Patti Smith em concerto em Lisboa, em 2015 Enric-Vives Rubio

O Dia da Terra foi celebrado na quarta-feira, mas o dia da Terra é (tem de ser) todos os dias. É com esta mensagem que a organização Pathway to Paris promove o concerto que no próximo domingo, dia 26, se vai realizar ao vivo e em streaming para assinalar o 50.º aniversário da iniciativa lançada em 1970 nos Estados Unidos, alertando para os problemas que já nessa altura se sentiam relativamente ao equilíbrio do planeta.

Patti Smith, o ex-vocalista do R.E.M. Michael Stipe e o baixista dos Red Hot Chili Peppers Flea são alguns dos participantes anunciados neste evento, que começará pelas 16h de Nova Iorque (21h em Portugal).

“Como a humanidade enfrenta um futuro desconhecido, temos de reconhecer o facto de que simplesmente não podemos voltar ao nosso comportamento anterior. Tanto enquanto indivíduos como enquanto mundo global, estamos a viver um momento de reflexão, e agora, mais do que nunca, temos a oportunidade de proceder a grandes mudanças”, diz a Pathway to Paris, na sua mensagem no Instagram, convocando a atenção internacional para a situação de pandemia que hoje estamos a viver, e para a oportunidade que ela abre para uma nova relação com a Terra.

Esta organização, que reúne músicos e artistas de diferentes áreas, militantes ecologistas, académicos e governantes, foi criada pelas músicas e também activistas Jesse Paris Smith e Rebecca Foon em 2014, um ano antes da assinatura do Acordo de Paris. Em Novembro de 2017, promoveu um grande concerto no Carnegie Hall, em Nova Iorque, onde já participaram também Patti Smith, Michael Stipe e Flea, ao lado de outros músicos como Cat Power, Talib Kweli e Tanya Tagaq, além de Rebecca Foon e Jesse Paris Smith, entre outros.