Torne-se perito

“A viagem mais importante do ano”: Crowdfunding de agência portuguesa quer ajudar famílias indígenas

A agência de viagens de aventura The Wanderlust lançou uma campanha que pretende ajudar 11 famílias das Filipinas, Guatemala e Indonésia que dependem do turismo.

Foto
The Wanderlust

Um jovem guia local nas Filipinas, cinco famílias indígenas na Guatemala e mais cinco famílias na Indonésia. A portuguesa The Wanderlust lançou uma campanha de crowdfundingA “viagem” mais importante do ano — para ajudar algumas das pessoas que regularmente encontram nas suas aventuras e que neste momento de pandemia, face ao decréscimo acentuado de turismo, sentem dificuldades financeiras. 

A ideia de crowdfunding evoluiu a partir de uma simples iniciativa da agência de viagens de aventura que pretendia colocar “ex-viajantes em contacto com colaboradores das aventuras de grupo, criando algo que aproximasse os viajantes dos destinos, apesar da distância”. No entanto, o plano “sofreu uma transformação” quando alguns membros da equipa “se depararam com situações muito complicadas nos mais variados países”.

Desta forma, a campanha foi criada com o intuito de “minimizar a ausência de rendimentos de parceiros” com quem a The Wanderlust trabalha nos países para onde viaja regularmente. “Este financiamento colectivo oferece a possibilidade de ajudar várias famílias através de doações”, refere a agência de viagens através de comunicado, onde se sublinha que os beneficiados são “locais que viviam” da indústria do turismo e “em regiões fortemente afectadas por todas as restrições de viagem postas em prática”.

“Em consequência da pandemia que atravessamos, grande parte das nossas viagens foram, obviamente, canceladas. Isto impede-nos de ajudar da maneira a que estamos habituados, contribuindo através do nosso projecto filantrópico Wander For Good, em que distribuímos parte dos nossos lucros por associações locais. Decidimos contribuir desta maneira, e agradecemos desde já a todos que nos acompanharem nesta viagem”, esclarece Miriam Augusto, fundadora da agência.

Na página de crowdfunding, a agência de viagens portuguesa descreve sucintamente a fim das verbas — foi estipulada uma meta de cinco mil euros —, que ao todo irá ajudar 11 famílias.

Filipinas: “O valor destino às Filipinas serve para apoiar um jovem guia local que se encontra sem rendimentos e pretende voltar de Palawan para Manila, onde tem a família, sendo que os preços de voos internos aumentaram consideravelmente desde que o país entrou em lockdown.”

Guatemala: “Na Guatemala, onde a população já é afectada por uma pobreza extrema, serão apoiadas cinco famílias indígenas que dependiam do turismo para sustentar a sua comunidade.”

Indonésia: “Num dos destinos mais populares da agência, a Indonésia — onde o turismo baixou a níveis que não atingia desde Fevereiro de 2009, em plena recessão financeira — será distribuído por mais cinco famílias o equivalente a um mês de trabalho.”

Uma parte das contribuições reverte também para os projectos Wander for Good — actualmente suspensos pela inexistência de viagens —, onde normalmente a The Wanderlust apoia ONGs de cariz social ou de defesa dos animais.

PÚBLICO -
Foto
The Wanderlust
Sugerir correcção