bruno lisita
Foto
bruno lisita

Megafone

Um encontro com o passado no Palácio de Queluz

Não resisti a aproveitar um belo dia de sol para desfrutar da entrada livre na cafetaria e nos jardins do Palácio Nacional de Queluz. Quem puder visitar a mais bela cidade de Portugal numa tarde de passeio, aqui fica a nota de que estes jardins têm uma vista soberba sobre a serra.

Atravessando um caminho empedrado e desgastado pelo passar dos anos, encontrámos uma porta. Atravessá-la conduz-nos a um pequeno pedaço de jardim que dá acesso a um túnel. Aqui, começa-se a sentir alguma mudança. Mas é, sem dúvida, ao chegar ao outro lado do túnel, agora restaurado, que o cenário muda. Estamos no século XXI e, de repente, já nos encontramos nos jardins setecentistas do Palácio Nacional de Queluz.

Ao abrir portas esta semana, a empresa Parques de Sintra - Monte da Lua, que gere o património natural e cultural de Sintra e Queluz, trouxe-nos algumas novidades que eu estava ansiosa por experimentar.

Não resisti a aproveitar um belo dia de sol para desfrutar da entrada livre na cafetaria e nos jardins. No dia da abertura, quem lá foi pôde ainda aproveitar danças e jogos tipicamente setecentistas. Eu optei por um dia mais calmo, para fazer a experiência.

Para os moradores da região é uma mais-valia. Assim, terão mais um local com acesso livre onde podem apreciar os jardins do Palácio e toda a sua beleza natural, bem como tomar café ou uma refeição ligeira na cafetaria. Posso garantir que tem um sabor diferente tomar café numa esplanada como esta, sobretudo depois de tanto confinamento.

Também em Sintra, o Palácio Nacional tem agora novos jardins de acesso livre e também uma cafetaria. Quem puder visitar a mais bela cidade de Portugal numa tarde de passeio, aqui fica a nota de que estes jardins têm uma vista soberba sobre a serra.

Esta estratégia da Parques de Sintra é decisiva, não só para envolver a comunidade local com o património da região, mas também para criar mais focos de interesse em outros monumentos, para além do Palácio da Pena, o monumento mais visitado de Portugal. Também os turistas podem visitar o Palácio uma vez e voltar ao espaço, livremente, para mais algumas fotografias ou apenas um agradável momento de convívio, que ficará certamente na memória. Por certo, todas as partes envolvidas ficam a ganhar com estas mudanças.

Aos munícipes do concelho, a Parques de Sintra - Monte da Lua já facilitavam, havia muito tempo, a entrada gratuita em todos os seus monumentos, aos domingos, o dia inteiro. Deixo estas dicas, para quem quiser aproveitar o bom tempo dos próximos fins-de-semana, antes da chegada massificada de turistas (assim esperamos).

Sugerir correcção