Ilustração

E se desenhasses a tua ansiedade?

Duas amigas com muito em comum juntaram-se para combater o estigma associado à ansiedade. O projecto (ins)Pira pretende trazer a discussão e pôr as pessoas a pensar (e a desenhar) a sua ansiedade.

Fotogaleria

Mariana e Laura têm muitas coisas em comum: são ambas do Norte do país, têm 28 anos e sofrem de ansiedade. Desta junção de coisas, surgiu uma conclusão: "Percebemos que quando recorríamos uma à outra para partilhar coisas sobre a nossa ansiedade isso, só por si, era terapêutico." A vontade de "chegar às pessoas" fez com que surgisse o projecto (ins)Pira no Instagram, que fala sobre a ansiedade através da ilustração.

"Embora tenhamos ansiedade, temos uma vida muito positiva, cheia de cor, e não queremos que se continue a associar à ansiedade uma camada muito pesada e dramática", explica ao P3 Mariana Barbosa Pereira, que trabalha na área de Gestão. O facto de Laura Pina trabalhar com ilustração foi uma porta aberta para a abordagem que acabaram por adoptar: "A ilustração é uma forma mais leve e menos dramática de abordar um tema que é muito complexo."

O projecto começou a ser desenvolvido no início deste ano, mas a pandemia do novo coronavírus acabou por "fazer sentir a urgência" do lançamento. E aproveitando a Semana da Consciencialização da Saúde Mental, que decorreu entre 18 e 24 de Maio, resolveram lançar um concurso de ilustração  no Instagram que convidava artistas a retratar a ansiedade. "A adesão foi completamente para além das nossas expectativas. Pusemos não só pessoas que têm ansiedade a pensar sobre ela, como também pessoas que não a têm a tentar percebê-la."

Isto porque o (ins)Pira pretende chegar também a quem não sofre de ansiedade para uma melhor aceitação. "Um dos factores que atrasa o processo de pedida de ajuda é a desvalorização que, regra geral, acontece por parte da sociedade", explica Mariana. "É muito difícil explicar a alguém o que é a ansiedade. É recorrente ouvirmos 'ah, mas toda a gente tem preocupações' ou 'isso são coisas da tua cabeça', mas quando as coisas da nossa cabeça começam a ter impacto na nossa qualidade de vida, temos de procurar ajuda porque ela existe por alguma razão." As duas jovens esperam assim que o projecto "desbloqueie" a procura de profissionais de saúde mental. 

Os três vencedores do concurso de ilustração serão anunciados no dia 3 de Junho e os trabalhos serão partilhados na página de Instagram da Ó!Galeria, que se uniu à iniciativa. 

Texto editado por Amanda Ribeiro

@danielamesquitanunes
@danielamesquitanunes
@bruno_manuel_vidal
@bruno_manuel_vidal
@duartevfbp
@duartevfbp
@jucassimoes
@jucassimoes
@mafalda.lda
@mafalda.lda
@luscofia
@luscofia
@mariamiguelcardeiro
@mariamiguelcardeiro
@mariacarloscardeiro
@mariacarloscardeiro
@marianamangas
@marianamangas
@marianarcaceres
@marianarcaceres
@miguelmr__
@miguelmr__
@claudimag_art
@claudimag_art
@parasiteillustration
@parasiteillustration
@ritamagdala
@ritamagdala
@ritarmendes
@ritarmendes
@taniaalexandracardoso
@taniaalexandracardoso
@thenutstudio
@thenutstudio
@oliviapadulaferrari
@oliviapadulaferrari
@ousa.collective
@ousa.collective
Sugerir correcção