CDU propõe medidas para reanimar a vida no Porto

Após confinamento, a CDU propõe animação cultural, programas de férias para jovens e crianças e medidas de proteção social e laboral para o sector da cultura.

jovens,criancas,camara-porto,local,porto,cdu,
Foto
Paulo Pimenta

Preocupada com o impacto que tanto tempo em confinamento teve nos portugueses, a CDU leva à reunião de segunda-feira da Câmara do Porto propostas que visam criar medidas de integração e animação cultural, desportiva e recreativa pós-pandemia. Na mesma linha, considera fundamental a reprogramação dos programas de férias para crianças e jovens. 

Tendo em conta a experiência de confinamento provocada pela covid-19, a CDU sugere “o lançamento urgente de um programa de acções e iniciativas, cuidadas mas urgentes, nas várias áreas da cultura, desporto, ecologia e ambiente, actividades lúdicas e recreativas, com equipas especializadas, especialmente destinadas à inclusão de crianças, jovens e idosos, mas também abertas à generalidade da população” bem como “a elaboração de uma proposta calendarizada de intervenção na reabilitação de equipamentos nos bairros municipais e das equipas multidisciplinares”, tendo por base o “Programa de Emergência Social” aprovado em Junho em 2019 que dava particular atenção às zonas mais fragilizadas da cidade.

Para além disso, a CDU propõe a reprogramação, a partir do final de Junho até início de Setembro de 2020, dos programas de férias para as crianças dos 6 aos 12 anos, uma vez que o números de casos novos de covid-19 no Porto são inexistentes e assim se presume que se mantenha nos próximos dias.

Por último, considerando os efeitos da covid-19 no sector da cultura e os indícios de práticas de discriminação e repressão a trabalhadores precários por parte da Administração da Fundação Casa da Música, a CDU recomenda que a Câmara Municipal do Porto pugne também pelas exigências dos trabalhadores do sector junto do Ministério da Cultura.

Texto editado por Ana Fernandes

Sugerir correcção