O resgate do cinema da Geórgia: Doclisboa anuncia a retrospectiva da 18ª edição

De 22 a 31 de Outubro, na sala da Cinemateca, a 18.ª edição do Doclisboa oferece-nos o resgate do cinema georgiano. Mais de três dezenas de filmes, curtas, longas-metragens, documentário, ficção e animação, dos anos 20 à actualidade. A promessa da alegria e violência das descobertas.

cultura,sergei-paradjanov,documentario,cinema,culturaipsilon,doclisboa,
Fotogaleria
My Grandmother (1929), de Kote Mikaberidze
cultura,sergei-paradjanov,documentario,cinema,culturaipsilon,doclisboa,
Fotogaleria
Umbrella (1966), de Mikheil Kobakhidze
cultura,sergei-paradjanov,documentario,cinema,culturaipsilon,doclisboa,
Fotogaleria
Salt for Svanetia (1930), de Mikhail Kalatozo

Serão entre 30 a 40 filmes, 24 sessões na Cinemateca, mais de 20 cineastas, curtas, longas-metragens, documentários, filmes de ficção e de animação, dos anos 20 à actualidade: o cinema da Geórgia é o tema da retrospectiva da 18.ª edição do Doclisboa, anuncia a direcção do festival.