Poeiras do deserto do Sara atingem Península Ibérica na terça-feira

As poeiras vão também atravessar o oceano e chegar às Caraíbas por conta da força da influência dos ventos alísios e do anticiclone dos Açores.

caraibas,sociedade,meteorologia,ambiente,poluicao,clima,
Foto
Os ventos transportam as poeiras resultantes das tempestades de areia no Norte de África LUSA/FILIPE FARINHA

A Península Ibérica deverá ser atingida, na terça-feira, por poeiras do deserto do Sara, anunciou este domingo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

O IPMA explica, numa nota publicada no seu site, que as poeiras do deserto do Sara vão chegar às Caraíbas na segunda-feira, num “evento particularmente intenso”, especialmente em Porto Rico, República Dominicana e Haiti, por conta da força da influência dos ventos alísios e do anticiclone dos Açores.

Já na terça-feira, está previsto que as poeiras, ricas em minerais e nutrientes e que constituem um “importante mecanismo de fertilização natural”, atinjam a Península Ibérica, situação que o IPMA vai acompanhar. A passagem das poeiras por Portugal e Espanha associa-se também a uma massa de calor oriunda do norte de África que vai afectar a Península Ibérica no início desta semana. De resto, o IPMA emitiu mesmo no sábado um aviso amarelo para oito distritos do interior do país face à previsão de temperaturas elevadas.​

O organismo esclarece que as tempestades de areia no deserto do Sara são “relativamente frequentes” e, por vezes, os ventos transportam as suas poeiras. Os ventos alísios “favorecem o transporte dessas poeiras ao longo de grandes distâncias, atravessando o oceano Atlântico, até o continente americano”, explica o IPMA.

Em Fevereiro, as poeiras do Sara chegaram à Madeira, depois de terem “pintado” as ilhas Canárias de cor-de-laranja. A tempestade obrigou ao cancelamento de mais de 100 voos nas Canárias devido aos problemas de falta de visibilidade causados pelo fenómeno.

Além da passagem de poeiras, Portugal vai registar, também no início da semana, uma subida acentuada das temperaturas em vários distritos. Braga, Bragança, Vila Real, Guarda, Castelo Branco, Portalegre, Évora e Beja vão estar sob aviso amarelo na segunda e terça-feira. Algumas localidades do interior do Alentejo poderão atingir os 40 graus, de acordo com o IPMA.

Sugerir correcção