,Coronavírus
Centro Hospitalar Baixo Vouga, Aveiro Adriano Miranda

Mais jovens, menos letal, gerida dia a dia. Como a covid-19 evoluiu em quatro meses

Desde o início da epidemia de covid-19 em Portugal, há quatro meses, detectaram-se 42.782 casos, mas 66% já são considerados recuperados. A doença mata mais nos mais velhos, mas é nos mais jovens que há mais infecções – principalmente desde o início do desconfinamento.

Há precisamente quatro meses, a 2 de Março, Portugal anunciava o primeiro caso positivo de SARS-CoV-2. Depois de vários períodos de estado de emergência e calamidade — e de um desconfinamento com altos e baixos — existem ainda 13.098 casos activos e o novo coronavírus já infectou 0,41% da população portuguesa. Os mais velhos são também os mais vulneráveis à covid-19 e é na faixa etária dos cidadãos acima dos 70 anos que há registo de mais vítimas da doença. Mesmo assim, as autoridades olham com preocupação para os mais jovens, principalmente desde o início do desconfinamento, altura em que os casos nestas faixas etárias começaram a subir em flecha​.