No Flamengo, Jesus não abordou o suposto interesse do Benfica

Avançado brasileiro e vice-presidente do clube garantem que o técnico nunca comentou o tema.

sl-benfica,desporto,jorge-jesus,futebol-internacional,brasil,
Foto
LUSA/ALI HAIDER

O alegado interesse do Benfica na contratação de Jorge Jesus tem sido assunto no dia-a-dia do Flamengo, mas não pela voz do técnico português. Quem o garante é um dos vice-presidentes do campeão brasileiro e um dos jogadores que mais utilização tem tido. “O mister não comentou nada com a gente”, afiança o avançado Bruno Henrique. 

“Se chegou essa proposta para ele ou não, quem tem que tratar sobre essa possibilidade é ele com a directoria. A gente torce e espera que ele fique connosco bastante tempo de contrato que tiver. Essa possibilidade é pessoal, é dele, e ele é que tem que resolver com a direcção o que é melhor para ele”, afirmou Bruno Henrique, em conferência de imprensa.

Nos últimos dias, têm-se intensificado as notícias sobre as negociações do Benfica com o treinador, para substituir Bruno Lage (e Nelson Veríssimo, que acompanhará a equipa até Agosto) no início da próxima época. Mas Jorge Jesus não abordou ainda o tema nem com o plantel, nem com a direcção.

“Não estou a par oficialmente [do interesse do Benfica], mas lemos pelos jornais. Tenho nacionalidade portuguesa, sou português e conheço muitas pessoas do futebol que me confirmam”, atestou Marcos Braz, vice-presidente do Flamengo, ao jornal A Bola. “Não conversei com o Jorge sobre esse assunto. Se houver qualquer interesse dele em falar sobre qualquer assunto, falarei com ele. Vou aguardar”.

Na verdade, não há muito que o Flamengo possa fazer para impedir a saída do técnico, caso seja essa a vontade de Jorge Jesus. Isto porque o contrato que o treinador renovou recentemente com o vencedor da Taça dos Libertadores possui uma cláusula de rescisão de um milhão de euros, que poderá ser accionado caso surja um interesse de um clube europeu que satisfaça as ambições do técnico.

A convicção dos dirigentes do “Mengão” é de que o técnico irá cumprir o contrato, até porque há vários objectivos desportivos por cumprir. E Bruno Henrique realça que nada mudou no dia-a-dia de trabalho. “O mister é bem comunicativo. Brincamos com ele, e ele brinca com a gente, até em questão de contrato. Quando ele estava renovando, sempre deixou claro para a gente qual era o desejo dele, sempre falou tudo com a gente. Não vejo silêncio particular dele connosco. Está bem animado e contente com tudo que está em torno dele no Flamengo”.

Sugerir correcção