Marcelo quis acabar com reuniões do Infarmed para descolar de Costa

Partidos apanhados de surpresa lamentaram a decisão – com excepção do PSD –, uma vez que ficam sem poder fiscalizar acção do Governo até Setembro. BE diz que modelo pode ser outro.

Marcelo e Costa: só os dois é que sabiam do fim das reuniões do Infarmed
Foto
Marcelo e Costa: só os dois é que sabiam do fim das reuniões do Infarmed LUSA/MANUEL DE ALMEIDA

De surpresa, como gosta de fazer, Marcelo Rebelo de Sousa anunciou o fim dos encontros quinzenais no Infarmed, que desde o início da pandemia juntaram políticos, sindicatos, patrões, conselheiros de Estado e especialistas em saúde pública para discutir estatísticas e a situação epidemiológica em Portugal. Só o primeiro-ministro sabia da decisão que o Presidente da República anunciou no final desta décima reunião.