Partidos mais pequenos temem ser atropelados pelo bloco central

Revisão do regimento da Assembleia passa pela redução dos debates em plenário e das interpelações ao primeiro-ministro

Rui Rio e António Costa concordam com a ideia de fazer menos debates com o chefe de Governo no Parlamento
Foto
Rui Rio e António Costa concordam com a ideia de fazer menos debates com o chefe de Governo no Parlamento LUSA/ANTONIO COTRIM

É manifesto o desconforto dos partidos mais pequenos – Iniciativa Liberal, PAN, CDS, PCP e BE – perante o entendimento entre os dois maiores, PSD e PS, em torno da redução do número de debates com o primeiro-ministro, dos tempos de intervenção nos plenários e dos direitos de iniciativa dos deputados. A revisão do regimento da Assembleia da República deve ficar fechada nos próximos dias, mas há quem a veja como um “retrocesso gigantesco”, ao contrário do que aconteceu há 13 anos.