Ex-mulher de Elton John exige três milhões de euros por violação do acordo de divórcio

Elton John e Renate Blauel estão divorciados há 32 anos, depois de um casamento que durou quatro. Agora, Blauel alega que a revelação de certos detalhes na autobiografia Eu, Elton John e no filme Rocketman quebra o acordo assinado no divórcio.

Elton John publicou a autobiografia Eu, Elton John e o filme Rocketman, no ano passado
Foto
A autobiografia Eu, Elton John foi publicada em 2019 LUSA/Julien Warnand

Renate Blauel, que esteve casada com o cantor durante quatro anos, está a processar o ex-marido por algumas passagens da autobiografia Eu, Elton Johneditada em Portugal pela Porto Editora, e do filme Rocketman, que estreou no mesmo ano, 2019, no valor de três milhões de dólares (2,59 milhões de euros).

Para a engenheira de som, foram revelados detalhes do casamento que, para além de quebrarem o acordo que fizeram quando se divorciaram em 1988, originaram problemas de saúde mental de longa data. Segundo documentos do Supremo Tribunal de Londres, Elton John concordou em remover algumas partes da sua autobiografia, antes da sua publicação – na versão final, Blauel só aparece em oito páginas, geralmente descrita com palavras como “digna” e “decente”.

Mas, Blauel alega que a relação deles foi “seriamente mal representada” e que também não foi consultada relativamente à sua aparência no filme Rocketman, embora o casamento só seja abordado em cerca de cinco minutos do filme, segundo a BBC. A ex-mulher de Elton John menciona ainda um jornalista que “tentou localizá-la” após o lançamento do filme, o que lhe causou “grande ansiedade”.

A defesa do músico reconheceu a existência de um acordo de divórcio, mas negou qualquer incumprimento do mesmo ou que tenha sido feito algo que pudesse causar “dano psicológico”. O valor de três milhões de dólares é referido pela defesa de Elton John como o montante referido na correspondência entre as duas partes.

Elton está chocado e triste pela reclamação de Renate depois de 30 anos de um divórcio amigável e respeitável”, disse uma fonte próxima do cantor à BBC.

Sugerir correcção