Morreu o historiador Joaquim Veríssimo Serrão, incontornável no século XX português

Enquanto historiador e professor foi um vulto, ainda que não consensual, da cultura portuguesa. Tinha 95 anos e deixa uma obra vastíssima.

Joaquim Veríssimo Serrão
Foto
Joaquim Veríssimo Serrão DR

A sua História de Portugal, obra dividida em 19 volumes a que se dedicou, em labor solitário, entre o final da década de 1970 e 2011, será a mais célebre que assinou e aquela que mais vezes se citará no momento em que sabemos da sua morte. Trata-se, porém, apenas de uma componente do legado que nos deixa o historiador Joaquim Veríssimo Serrão, que morreu sexta-feira à noite, aos 95 anos, num lar em Santarém.