Google lança Pixel 4a por “apenas” 350 dólares

Simples, “barato” e com todas as fichas apostadas na câmara. O Pixel 4a custa menos de 400 euros e quer ser a alternativa Android no segmento do iPhone SE.

smartphones,telemoveis,tecnologia,google,
Foto
Bateria e câmara são elementos destacados Google

A Google anunciou esta segunda-feira o lançamento de três novos telemóveis: o Pixel 4a, o Pixel 4a 5G e o Pixel 5 5G. Por ora, só o primeiro é que está disponível para pré-venda, com o preço a começar nos 349 dólares, ou 389 euros em alguns países europeus como Espanha. Ainda não data prevista de chegada em Portugal — os modelos anteriores nunca chegaram a estar disponíveis na loja online portuguesa da Google.

Trata-se do segundo telemóvel de media gama da Google e custa 40 euros a menos do que o Pixel 3a, lançado o ano passado, e mais de 100 euros a menos do que o iPhone SE que a Apple apresentou em Abril (no mercado americano a diferença é de 50 dólares). No seguimento das versões “a” do Pixel, a Google opta por materiais como o plástico (em vez do vidro ou do metal) e por recursos técnicos mais modestos — comparativamente com o Pixel 4 — fazendo assim baixar o preço para valores abaixo do iPhone SE, o telemóvel de “gama média” da Apple.

Este é um segmento importante e em crescimento, no qual as grandes marcas tentam marcar posição, mantendo as características mais procuradas pelos consumidores e retirando os “extras” que encontramos nos topos de gama; no caso deste novo modelo da Google, foi opção pôr de parte características como o reconhecimento facial ou o carregamento sem fios, por exemplo.

São elementos que as pessoas procuram pouco em telemóveis, de acordo com dados de Fevereiro da Morning Consult, uma empresa de análise de mercado que inquiriu 1894 utilizadores de telemóveis nos EUA sobre aquilo que queriam num smartphone. O reconhecimento facial, ferramentas de realidade virtual, e ferramentas de “bem-estar digital” estavam entre as menos procuradas. Já a bateria, facilidade de uso, espaço de armazenamento e qualidade de câmara eram das mais valorizadas.

São precisamente essas que a Google destaca na apresentação do Pixel 4a. O telemóvel vem com uma bateria de 3150mAh, 6GB de RAM e 128GB de armazenamento interno. Tem apenas uma câmara de 12 megapíxeis e usa tecnologia HDR+ em ambientes mal iluminados para combinar uma sequência de fotografias e produzir uma imagem melhor (de acordo com o Google, é ideal para "astrofotografia"). Cores disponíveis, apenas uma: preto. E ainda um bónus algo surpreendente em 2020: inclui entrada para auscultadores.

Como habitual, o assistente da Google, incorporado no telemóvel, pode enviar mensagens, controlar aplicações, atender chamadas, e transcrever gravações automaticamente.

Sobre os outros dois telemóveis anunciados, só se sabe que serão lançados “no Outono”, com a Google a anunciar a sua existência para assegurar que também está a trabalhar em telemóveis com tecnologia 5G. “Obter ajuda a velocidade rápida está para breve”, antecipa a equipa da Google numa imagem sobre os aparelhos. ​Tal como outras fabricantes de telemóveis, a Google está a apostar em aparelhos para a era do 5G, em que mais pessoas terão acesso a redes móveis capazes de chamadas de vídeo de elevada qualidade.

Sugerir correcção