Crítica

Taylor Swift: agora a preto e branco

Um álbum distinto na sua carreira, mas não obra de ruptura.

kendrick-lamar,kanye-west,beyonce,critica,culturaipsilon,musica,
Foto
Taylor Swift: o seu disco pós-pop

Antes da pandemia, Taylor Swift era bola de espelhos colorida, às vezes até entretenimento cor-de-rosa. Depois veio o confinamento, aliou-se a Aaron Dessner dos The National ou Bon Iver e transformou-se. Folklore é indie, intimista e a preto e branco. É o seu disco pós-pop. É esta a narrativa à volta do oitavo álbum da celebridade americana de 30 anos. Não sendo inteiramente errada, também não é totalmente precisa.