Gwyneth Paltrow revela que se sentiu gozada quando anunciou separação de Chris Martin

A actriz e o seu ex-marido, o vocalista dos Coldplay, Chris Martin, anunciaram a separação em 2014. A reacção do público à notícia rapidamente passou de surpresa a “ira e escárnio”, o que deixou Paltrow perplexa e triste.

pessoas,celebridades,impar,coldplay,chris-martin,hollywood,
Foto
Gwyneth Paltrow Mario Anzuoni

A actriz norte-americana Gwyneth Paltrow, que chegou a conquistar um óscar pel' A Paixão de Shakespeare, revelou numa longa publicação na revista Vogue, que a reacção das pessoas na altura em que anunciou a sua separação do ex-marido Chris Martin, em 2014, a fez sentir-se gozada e a “deitou abaixo”.

Paltrow e Chris Martin estiveram casados cerca de 10 anos — de 2003 a 2014 — e têm dois filhos. Conheceram-se em 2002, nos bastidores de um concerto dos Coldplay, casaram-se em Dezembro de 2003, tiveram a primeira filha, Apple, em Maio de 2004 e o segundo filho, Moses, em Abril de 2006. A relação chegou ao fim de forma natural, conta a actriz na publicação. “Pareceu quase involuntário, como o toque de um sino que não pode ser revertido. Tentei convencer-me de que era um pensamento passageiro, que o casamento é complicado. Mas sabia-o. Estava nos meus ossos.”

Apelidada de “desacoplamento consciente” — um neologismo que se refere a uma separação marital amigável —, o fim da relação dos artistas depressa gerou controvérsia junto dos seguidores de ambos na altura, passando da surpresa à “ira e escárnio”. “Uma estranha combinação de gozo e raiva que eu nunca tinha visto”, escreveu Paltrow.

A actriz tem um site, o Goop, onde são feitas publicações sobre diversos assuntos relacionados com lifestyle e onde por vezes falam “de coisas desconhecidas” como yoga, reiki, macrobiótica ou comida sem glúten. Foi aqui que a revelação do divórcio foi feita, em 2014, e onde foi mencionado o termo “desacoplamento consciente”, que levou à confusão das pessoas por não ser conhecido ou utilizado.

“Há uma grande reacção antes da adopção cultural gradual. Ainda que por vezes tenha sido doloroso, especialmente no início, passei a adorar este papel no ciclo [de introduzir algo novo] e a curiosidade que o move”, salienta Paltrow na publicação, referindo-se aos assuntos que considera inovadores e que vai trazendo à discussão. Sobre a separação, Gwyneth conta que quando soube que o seu casamento com Martin tinha chegado ao fim quis que tudo corresse pelo melhor e que conseguissem encontrar uma forma de continuarem amigos, de o seu ex poder ser uma pessoa que a apoia, de ser um membro da família. Foi aí que recorreram a um terapeuta conjugal que lhes falou no desacoplamento consciente.

Paltrow, de 47 anos, voltou a casar em 2018, com o produtor Brad Falchuk, que diz ser a pessoa com quem vai envelhecer. 

Sugerir correcção