Sem máscaras e a celebrar a liberdade: avós famosas voltam às ruas de Pequim

“A vida é cinzenta se se estiver sempre com medo de envelhecer e da morte”, diz Lin Wei, de 64 anos, ao explicar a sua filosofia sobre o passar dos anos e o seu entusiasmo por se vestir e maquilhar-se com estilo.

pequim,velhos,moda,design,solidariedade,china,
Fotogaleria
Reuters/TINGSHU WANG
pequim,velhos,moda,design,solidariedade,china,
Fotogaleria
Reuters/TINGSHU WANG
pequim,velhos,moda,design,solidariedade,china,
Fotogaleria
Reuters/TINGSHU WANG
Fotogaleria
Reuters/TINGSHU WANG
Fotogaleria
Reuters/TINGSHU WANG
pequim,velhos,moda,design,solidariedade,china,
Fotogaleria
Reuters/TINGSHU WANG

Depois de se conhecerem num curso de modelos que fizeram, 20 anos depois de se reformarem, as Glamma Beijing, quatro amigas com mais de 60 anos, tornaram-se num sucesso da internet na China, há um ano.

Um vídeo de 15 segundos das quatro mulheres a andar por Sanlitun, um dos distritos comerciais mais movimentados de Pequim, vestidas com roupa tradicional chinesa e grandes brincos foi visto mais de 50 milhões de vezes num único dia, de acordo com os meios de comunicação locais, refere a Reuters. Desde então que Lin Wei, Wang Xinghuo, Sun Yang e Wang Nianwen gostam de se arranjar e gravar pequenos vídeos.

“A vida é cinzenta se se estiver sempre com medo de envelhecer e da morte”, diz Lin Wei, de 64 anos, ao explicar a sua filosofia sobre o passar dos anos e o seu entusiasmo por se vestir e maquilhar-se com estilo. “És velha, tens rugas, não tens muita energia, mas isto é algo que não se pode evitar, portanto é preciso enfrentá-lo com optimismo.”

Durante o confinamento, o grupo criou vídeos sobre o seu estilo de vida, publicados na plataforma Douyin, mais conhecida como TikTok, onde, segundo avança a Reuters, têm mais de um milhão de seguidores.

Nesta quinta-feira, as “avozinhas com estilo”, como se apelidam, chamaram a atenção quando passearam por Guomao, a zona empresarial da capital chinesa, envergando vestidos qipao justos. “A beleza está em todas as idades”, avalia Liu Jing, uma transeunte. “Pode-se ser jovem e ter estilo. E também se pode ser elegante tal como estas avós.”

Sugerir correcção