Já se vê o Natal em Espanha: Vigo e Málaga começam a instalar as luzes

A 128 dias do Natal, há quem pareça querer saltar já o Verão da covid-19 e apontar para a esperança natalícia: por Espanha começaram a aparecer as primeiras instalações públicas de iluminação e decoração.

malaga,vigo,galiza,natal,fugas,espanha,
Foto
Em Vigo, o presidente da câmara, Abel Caballero no início dos trabalhos natalícios CONCELLO DE VIGO

Em Vigo, Galiza, as luzes de Natal começaram oficialmente a ser montadas ao meio-dia desta quarta-feira, com o presidente da câmara a prometer “as melhores luzes de Natal do mundo”. Em Málaga, começou a ser instalada a infra-estrutura para as luzes no centro da cidade. As duas cidades quererão esquecer o Verão covid-19 e apontar já as luzes da esperança para o Natal? Talvez, mas a razão das antecipações prende-se mais com a segurança face à pandemia.

Como explicava Abel Caballero, que preside à câmara de Vigo e marcou com pompa e circunstância o início dos trabalhos nesta quarta-feira, ao meio-dia, a razão apontada para começar a meio de Agosto, “um pouco antes do que nos anteriores”, é que “a montagem irá obrigar a mais uns vinte dias de trabalho de forma a cumprir os protocolos de segurança por causa da covid-19”, referia em conferência de imprensa, citado pelo Xornal de Vigo, órgão oficial do município. 

PÚBLICO -
Foto
Iluminação de Natal no centro de Vigo em 2019 Turismo de Vigo

O anúncio da montagem antecipada das iluminações públicas da cidade para o Natal – sendo que Vigo costuma apostar fortemente nas suas luzes natalícias como chamariz turístico –, foi recebido com espanto por muitos, ao ver o Natal a nascer ainda no Verão. Mas a justificação, garante o alcaide, passa pelo facto de a empresa de montagem precisar desse tempo extra, lembrando que noutros anos até se tem começado ainda em Setembro.

A razão será a mesma para Málaga, onde na terça-feira já se avistaram trabalhadores (da mesma empresa, a Ximénez) a operar no centro da cidade andaluza. O jornal La Opinión de Málaga noticia e mostra os trabalhos já em curso, com a instalação dos efeitos do “Bosque do Natal” (que inclui mil cordões de lâmpadas LED e tem um orçamento de cerca de 532 mil euros). Segundo avançam, porém, as luzes só deverão acender-se, como é habitual, nos finais de Novembro. Por Málaga, haverá também o cancelamento dos grandes espectáculos de luz e música previstos e controlo de multidões.

O mesmo deverá acontecer em Vigo, segundo o jornal Faro de Vigo, que indica que até a árvore de Natal mudou do seu sítio tradicional (Porta do Sol) para outra área mais ampla, Policarpo Sanz, a zona onde começaram agora os trabalhos.

O presidente da câmara avança ainda que já há planos alternativos, “conforme diferentes cenários, dependendo das condições covid-19 no momento”. O jornal indica que para já está garantido que haverá controlo de capacidade de público em cada rua decorada. 

No total, deverão ser decoradas 334 ruas com dez milhões de luzes LED e cerca de 2700 itens decorativos. O orçamento de Vigo ronda os 800 mil euros, segundo o jornal La Voz de Galicia.

“A segurança será total” e as medidas anti-covid “as mais estritas”, adianta o jornal, citando Abel Caballero. 

Sugerir correcção