congresso-viena,d-joao-vi,constituicao,historia,culturaipsilon,porto,
Detalhe de espada de D. Miguel, integrada no património do Tesouro Real do palácio da Ajuda
200 anos da Revolução Liberal

Contrarrevolução: Vilafrancada e Abrilada

Depois da proclamação no Porto e na consagração em Lisboa, o Liberalismo de 1820 começa a acumular dissidências e a sofrer pressões da oposição que culminam na Vilafracada apenas três anos depois. A contrarevolução fez emergir as facções do absolutismo que persistiam no país. Mas é também consequência da ameaça da Europa conservadora da Santa Aliança.

A viagem pelo liberalismo português impôs variadas paragens fruto da permanência de grupos descontentes, da incapacidade de mobilizar a sociedade para a “bondade das ideias liberais”, do contexto internacional (europeu ou sul americano), de uma família real dividida e do protagonismo que o exército procurou assumir dos vários lados da contenda. A proposta é seguirmos uma viagem naturalmente rápida, com passagens por vários locais emblemáticos.