Morreu o embaixador Manuel Lopes da Costa

Foi encarregado de negócios de Portugal em Cuba nos anos de 1969 e 1970.

ministerio-negocios-estrangeiros,diplomacia,fidel-castro,mocambique,cuba,irlanda,
Foto
Como encarregado de negócios em Cuba, diplomata conheceu Fidel Castro Adriano Miranda

O Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE) lamentou a morte do embaixador Manuel Lopes da Costa, esta quinta-feira, em Lisboa, destacando a “longa carreira ao serviço de Portugal”.

Manuel Lopes da Costa, que se retirou da carreira diplomática em 1998, morreu em Lisboa, aos 87 anos, disse à Lusa fonte familiar.

“Lamentamos o falecimento do Embaixador Manuel Lopes da Costa e apresentamos condolências à sua família. O Embaixador Lopes da Costa teve uma longa carreira ao serviço de Portugal, tendo sido, designadamente, Embaixador em Maputo e em Dublin”, lê-se numa mensagem divulgada na conta oficial do MNE na rede social Twitter.

Manuel Lopes da Costa nasceu em Coimbra e licenciou-se em Direito pela Universidade de Lisboa, entrando para a carreira diplomática em 1962.

Chefiou as embaixadas de Portugal em Moçambique (1991-1995) e na Irlanda (1995-1998), no final de uma carreira em que dirigiu nomeadamente, como encarregado de negócios, a embaixada de Portugal em Cuba (1969-1970), onde conheceu o líder histórico cubano, Fidel Castro.

No MNE, chefiou a divisão Europa e América da Direcção-Geral de Negócios Políticos em 1974-75 e foi vice-presidente do Instituto para a Cooperação Económica em 1984-87.

Sugerir correcção