Israel

Nem a paralisia impede Saeed de mergulhar e limpar a zona mais poluída do Mediterrâneo

Nir Elias|REUTERS
Fotogaleria
Nir Elias|REUTERS

Quando uma doença muscular roubou a mobilidade ao israelita Saeed Darawsheh, este não se deixou derrotar. O mergulhador de 29 anos transformou o mar que banha a costa de Cesareia, em Israel, num campo de batalha contra a poluição. Na companhia do seu cão e do instrutor de mergulho, Saeed recolhe do fundo do Mar Mediterrâneo os grandes inimigos da vida marinha — pedaços de lixo que as pessoas usaram e desejariam não tornar a ver. 

De acordo com o jornal Haharetz, a costa israelita é a zona mais poluída de todo o Mar  Mediterrâneo — e o plástico representa 90% dos detritos que nele se encontram e contribuem para o envenenamento da fauna local. A organização não-governamental suíça World Wildlife Fund, que actua na área da conservação do meio ambiente, confirma, num relatório de 2019, que Israel é o segundo país do mundo a utilizar mais plástico descartável, "em termos absolutos".

Adam Axelrod/Handout
Nir Elias|REUTERS
Nir Elias|REUTERS
Nir Elias|REUTERS
Adam Axelrod/Handout
Adam Axelrod/Handout
Adam Axelrod/Handout
Nir Elias|REUTERS
Sugerir correcção