Opinião

Em nome dos mais ricos, contra a progressividade do IRS

Varinhas mágicas como as do Chega, em política tributária, simplesmente não existem. Esta não é a minha justiça fiscal.

André Ventura quer acabar com a progressividade do IRS. Segundo o deputado único, o Chega foi sempre contra a ideia da progressividade “absoluta” ou “tendencialmente absoluta” dos impostos sobre o rendimento. Como não sei o que é progressividade absoluta, fui ao site do partido para me elucidar. No denominado “Programa de Acção Política”, li que “a taxa única de IRS, que defendemos, deverá ser aplicada apenas a partir de um determinado nível de rendimento”. Tenho uma novidade. Isto é um imposto progressivo.