Escolha de Beleza criticada: falta de currículo nos media e nome em cima da hora

A escolha da presidente da Champalimaud para membro do CGI da RTP dividiu o Conselho de Opinião, que tinha na outra mão o jornalista António Borga cuja carreira se repartiu entre a BBC, RTP e SIC.

radio,rtp,televisao,media,politica,governo,
Foto
Leonor Beleza LM miguel Manso

A nomeação de Leonor Beleza como membro do conselho geral independente (CGI), o órgão que supervisiona e fiscaliza a RTP, levou a uma divisão de posições dentro do conselho de opinião do grupo público de rádio e televisão. A presidente da Fundação Champalimaud não tem qualquer currículo na área dos media e o seu nome surgiu quase à última hora do processo de escolha, já depois de outro, o do jornalista António Borga, ter sido analisado e discutido no conselho de opinião.