O negócio da moda ainda ignora o quanto polui a água

Maior parte das empresas de moda e têxtil que responderam ao inquérito da organização não-governamental CDP não reconhece que a poluição de água acontece em toda a cadeia de valor do produto, desde a produção da matéria-prima até ao momento em que o que produzem se transforma num resíduo.

A produção de roupa duplicou nos últimos 20 anos, com os custos que isso traz para o ambiente
Foto
A produção de roupa duplicou nos últimos 20 anos, com os custos que isso traz para o ambiente Adriano Miranda / PUBLICO

A indústria da moda, da produção à venda, ainda não parece ter percebido as suas totais responsabilidades na poluição da água e quanto tem a lucrar se tentar resolver esse problema. A conclusão é de um relatório da organização não-governamental CDP (sigla inglesa de Carbon Disclosure Project) dedicado a este tema. Das 136 empresas de moda (roupa e calçado), têxteis de casa e lojas de venda destes produtos que o projecto contactou para responder ao inquérito sobre a poluição que a indústria causa à água, apenas 62 responderam e, destas, apenas sete mostraram ter consciência de que este problema ambiental está presente em toda a cadeia de valor dos seus produtos - desde a matéria-prima até que se tornam em algo dispensável.