Entrou no ensino superior? Saiba no site do PÚBLICO à meia-noite deste domingo

É um concurso especial, com um número recorde de candidatos e um aumento significativo de vagas.

institutos-politecnicos,alunos,educacao,sociedade,ensino-superior,universidades,
Foto
Gabriel Sousa

Mais de 62 mil alunos candidataram-se este ano à 1.ª fase do concurso nacional de acesso ao ensino superior público, um número recorde. E estão em jogo mais vagas do que é habitual: às 51.408 que inicialmente foram disponibilizadas, o Governo deu luz verde para mais 4737. Às 00h01 deste domingo os resultados são divulgados.

O PÚBLICO preparou um especial sobre o acesso ao ensino superior. A partir das 00h01, poderá consultar no site do PÚBLICO as notas dos últimos colocados em cada curso. Se é candidato e tem uma classificação de acesso igual ou superior à que aparece no curso pretendido, isso significa que entrou. 

Das mais de 5o mil vagas que estavam em jogo algumas sobrarão para a 2.ª fase do concurso, que arranca já na segunda-feira. Por isso, nas listas do PÚBLICO pode saber também em que formações e instituições de ensino ainda há lugares disponíveis.

Estas vagas serão colocadas a concurso na 2.ª fase, bem como outras, como as que, tendo sido ocupadas nesta 1.ª fase, não resultem em matrículas e inscrições, por exemplo.

Podem concorrer à 2.ª fase do concurso: os candidatos à 1.ª fase não colocados; os candidatos colocados na 1.ª fase que pretendam concorrer de novo — se estes estudantes forem colocados na 2.ª fase, a colocação na 1.ª fase, bem como a matrícula e inscrição que realizaram, são anuladas; os candidatos que, embora colocados na 1.ª fase, não façam a respectiva matrícula e inscrição; os estudantes que, embora reunindo condições de candidatura no prazo de apresentação das candidaturas à 1.ª fase, não se apresentaram a ela; e, finalmente, os estudantes que só reuniram as condições de candidatura após o fim do prazo de apresentação das candidaturas à 1.ª fase.

As vagas ocupadas na 1.ª fase em que não se concretizou a matrícula e inscrição são divulgadas a 7 de Outubro no sítio da Internet www.dges.gov.pt.

Foi a 28 de Agosto que o Governo decidiu reforçar o número de vagas para este concurso nacional, recorrendo para tal a todos os lugares que ficaram disponíveis nos concursos especiais de acesso, nomeadamente o que costuma ser destinado a estudantes internacionais. “É uma oportunidade única para ter mais alunos portugueses com excelentes notas no nosso sistema de ensino”, frisou na altura o ministro do Ensino Superior. Manuel Heitor lembrou que devido à covid-19 haverá este ano menos alunos internacionais. “Trata-se de um aumento [da oferta de ensino superior] especializado, que visa sobretudo os cursos com maior procura e aqueles que recebem os melhores alunos”, especificou o governante.

Sugerir correcção