Crónica

O vídeo pornográfico, a bastonária e o da coelhinha Acácia

Em Évora, foi cometida uma insídia. Mais uma tocaia, toque e foge, a ver até que ponto aceitamos a provocação dos indecentes. Temos de lhes lembrar os limites.

Joseph Kessel é um daqueles comuns franceses extraordinários que começaram por não ser franceses. Nasceu na pequena cidade argentina de Villa Clara, de pais judeus russos, e emigrou para França pela mesma razão que levou Fievel (o ratinho judeu e russo do filme de animação Fievel – Um Conto Americano) a acabar em Nova Iorque. Eu sei que em tão poucas linhas já falei de lugares a mais, mas o leitor fará um esforço igual ao da minha filha. Quando ela tinha 4 anos e chorou por Fievel logo entendeu que faz parte de nós, ratinhos ou franceses extraordinários, termos fortes probabilidades de partir para algures.