Torne-se perito

Tiago Mendes deixa comando técnico do V. Guimarães

Clube minhoto revelou surpresa pela “manifestação de insegurança” do treinador de 39 anos, que não completou dois meses na liderança da equipa.

Tiago Mendes abandona o comando técnico do V. Guimarães
Foto
Tiago Mendes abandona o comando técnico do V. Guimarães LUSA/HUGO DELGADO

O treinador Tiago Mendes deixou esta quinta-feira o comando técnico do Vitória de Guimarães após ter orientado a equipa nas três primeiras jornadas da I Liga portuguesa de futebol, anunciou o clube minhoto no seu sítio oficial.

Na nota publicada, a SAD vitoriana diz ter ficado “surpreendida” com a “decisão comunicada pelo treinador da equipa principal de terminar a sua ligação ao clube”, válida até ao final da época 2021/22.

“A posição manifestada quebra um trabalho de largos meses entre a estrutura do futebol e o treinador escolhido pela administração para a construção e preparação de um plantel que permitisse concretizar a política desportiva do Vitória SC e alcançar os objectivos traçados”, refere o comunicado vimaranense.

O Vitória de Guimarães frisou ainda que “todas as decisões tomadas relativamente à equipa principal” tiveram “a participação e a concordância do técnico”, que “teve total autonomia para o exercício da sua liderança”, e que Tiago Mendes teve uma “manifestação de insegurança que é incompatível com o Vitória”.

O primeiro desafio do técnico de 39 anos na liderança de uma equipa profissional durou menos de dois meses, com quatro pontos somados nos três primeiros jogos do campeonato: derrota caseira com o Belenenses SAD (0-1), empate no terreno do Rio Ave (0-0) e triunfo na recepção ao Paços de Ferreira (1-0).

Apresentado a 17 de Agosto no Vitória de Guimarães, a primeira equipa profissional que orientou, Tiago Mendes prometeu um futebol com “emoção e intensidade" e atletas a “tentar ganhar cada jogo”.

Internacional pela selecção portuguesa em 66 ocasiões, durante uma carreira de futebolista com passagens por Sporting de Braga, Benfica, Chelsea (Inglaterra), Lyon (França), Juventus (Itália) e Atlético de Madrid (Espanha), o treinador começou a trabalhar como adjunto de Diego Simeone no clube madrileno na época 2017/18 e como treinador da selecção portuguesa sub-15, em 2019.

O clube nortenho, actual 11.º classificado da I Liga portuguesa de futebol, com quatro pontos, prometeu apresentar “brevemente” uma “nova liderança técnica que se enquadre no projecto desportivo e permita a obtenção dos resultados ambicionados”, que passam pelo apuramento para uma competição europeia.

Sugerir correcção