Torne-se perito

Pires de Lima nomeado novo CEO da Brisa

Ex-ministro da Economia vai assumir a presidência executiva da concessionária, nomeado pelo consórcio internacional que concluiu a compra de uma participação de 81,1% do grupo. Vasco de Mello mantém-se como chairman

parcerias-publicoprivadas,empresas,economia,estradas,transportes,
Foto
paulo pimenta

O antigo ministro da Economia António Pires de Lima vai ser o novo presidente executivo da Brisa, acaba de anunciar a concessionária de auto-estradas, no mesmo comunicado em que informa da conclusão da operação da venda de uma participação de 81,1% a um consórcio internacional liderado por um fundo de pensões holandês e que antecipa um investimento substancial “de mais de 1200 milhões de euros nos próximos 15 anos”.

Na sequência desta operação, cujos valores envolvidos não foram divulgados, o grupo José de Mello mantém uma participação accionista de cerca de 17% na empresa.

No âmbito da nova configuração accionista, António Pires de Lima foi nomeado como novo presidente da comissão executiva (CEO) da Brisa e Vasco de Mello vai continuar a assumir o lugar de presidente do conselho de administração (chairman) da Brisa.

O consórcio internacional que passou a integrar a estrutura accionista da Brisa é composto pela APG (fundo de pensões da função pública e do sector da educação dos Países Baixos), pela NPS (serviço de pensões nacional da República da Coreia do Sul) e pela Swiss Life Asset Managers (braço de investimento da companhia de seguros Swiss Life).

Pires de Lima, que já esteve à frente de várias empresas, como a Sumol/Compal e depois a Unicer (hoje Super Bock Group), assumiu o lugar de ministro da Economia e do Emprego no Governo de Pedro Passos Coelho, entre Julho de 2013 e Outubro de 2015.

Agora, à frente da Brisa, assumirá o lugar da frente nos contactos com o Governo – que tem anunciado há muito a intenção de renegociar o contrato de concessão – assim como com o Instituto da Mobilidade e dos Transportes, que é quem representa o Estado na gestão corrente das concessões rodoviárias, e que foi tutelado pelo próprio Pires de Lima quando este era ministro.

Citado no comunicado enviado pela empresa, o novo CEO da Brisa refere que com a conclusão da transacção a Brisa vai entrar numa nova fase “num contexto difícil de mercado, mas empenhada no desenvolvimento da sua actividade de forma estável, continuando a investir e a garantir a mobilidade de milhões de portugueses, ligando pessoas e proporcionando o crescimento dos negócios e da economia”.

Sobre a sua entrada na empresa, Pires de Lima refere sentir “uma grande expectativa”. “O desafio é enorme, mas, com a colaboração de todos os stakeholders da Brisa, será possível melhorar o valor que entregamos aos nossos clientes e continuar no caminho do crescimento sustentável ao serviço da economia portuguesa”, afirma o novo presidente da concessionária que é a responsável pela gestão da maior rede de auto-estradas em Portugal.

Sugerir correcção