Clementine encara a menstruação de um modo eco-friendly

Marta Cardoso criou uma marca que já cativou mulheres de 44 países e que propõe uma opção aos tradicionais pensos e tampões.

mulher,bemestar,impar,sustentabilidade,saude,ambiente,
Foto
Clementine

Foi numa viagem pelo mundo que Marta Cardoso se confrontou com o lixo espalhado pelas praias e com o impacto que este tem no ambiente. Se cada um pode fazer a sua parte para mudar o mundo, a ideia foi de fazer também a sua. “Sempre tive uma consciência ambiental muito presente”, declara. E se há produtos poluidores são os pensos higiénicos e tampões, compostos por elementos tóxicos não só para o ambiente mas também para a saúde feminina.

Em embalagens de cartão, os pensos higiénicos e tampões Clementine são “completamente livres de ingredientes tóxicos, corantes ou fibras sintéticas”. Todos os produtos vendidos são entre 95% (no caso dos pensos higiénicos) e 100% (no caso dos tampões) biodegradáveis. Além disso, as consumidoras podem escolher o que querem comprar. “Cada mulher tem um fluxo e ciclo menstrual diferente”, justifica Marta Cardoso, fundadora da Clementine

Assim, os produtos podem ser adquiridos em separado ou em conjunto numa period box. Sem uma composição fixa, a caixa pode levar apenas pensos higiénicos ou tampões ou os dois produtos, conforme as necessidades da cliente. Face a esta característica, a marca permite que cada mulher personalize e crie a caixa que mais se adequa às suas necessidades.

Já a escolha do nome Clementine partiu do desejo de estar próxima das mulheres. “Queríamos que nos vissem como amigas e que falassem connosco sem constrangimentos”, explica. Além da marca, as embalagens disponíveis também têm nomes como, por exemplo, “Everyday cutie”, “Super-duper queen” ou “Night diva”. Na opinião de Marta Cardoso, o período consegue abalar o dia de uma mulher, por isso, estes nomes ajudam as utilizadoras a, naqueles dias, sentirem-se “mais confiantes e elogiadas”. 

PÚBLICO -
Clementine
PÚBLICO -
Clementine
PÚBLICO -
Clementine
PÚBLICO -
Clementine
PÚBLICO -
Clementine
PÚBLICO -
Clementine
PÚBLICO -
Clementine
PÚBLICO -
Clementine
Fotogaleria
Clementine

Criada em 2019, a marca portuguesa já chegou a 44 países, entre eles Espanha, Rússia e Itália, porque é vendida exclusivamente online. Face à reduzida adesão por parte das portuguesas, a Clementine já iniciou negociações com um retalhista para fazer chegar os seus produtos ao supermercado.

Mas, por enquanto, continua online e, por exemplo, uma period box, com 22 artigos incluídos, pode ser comprada pelo valor de 7,74 euros. Se a intenção for comprar em separado, o preço de cada produto é de 4,69 euros. Por enquanto, o método de entrega é feita através dos CTT e, para fazer a encomenda, é necessário efectuar a subscrição na página oficial da Clementine.

Texto editado por Bárbara Wong

Sugerir correcção