Voltamos a ter mais de um milhão de pessoas sem médico de família em Setembro

Atraso no concurso de recrutamento devido à pandemia e elevado número de reformas fazem com que número de utentes sem médico de família dispare. Ministério revela, entretanto, que até Setembro, se aposentaram apenas 217 especialistas, muito menos do que se previa para este ano.

governo-sistema,medicos,saude,sociedade,servico-nacional-saude,ministerio-saude,
Foto
Rui Gaudêncio

É mais um efeito colateral da pandemia: em Setembro passado, voltámos a ultrapassar a barreira de um milhão de pessoas sem médico de família,  o que não acontecia desde 2016. Este é o resultado do efeito conjugado dos atrasos no concurso de recrutamento de novos especialistas em medicina geral e familiar que este ano se arrastou devido à pandemia de covid-19, mas decorre também do elevado número de médicos de família que se estão a reformar.