Sondagem dá vitória a Marcelo à primeira com 61%, Ventura sobe para segundo

André Ventura surge em segundo lugar muito próximo de Ana Gomes, em terceiro.

eleicoes-presidenciais,presidente-republica,marcelo-rebelo-sousa,politica,eleicoes,
Foto
Marcelo Rebelo de Sousa na noite da vitória eleitoral de 2016 Miguel Manso

Faltam três meses para as eleições presidenciais, que se deverão realizar a 24 de Janeiro de 2021, e a posição de Marcelo Rebelo de Sousa nas sondagens continua a consolidar-se. Se (ou quando) se apresentar como candidato, o actual Presidente da República terá como garantida uma vitória à primeira volta e com muito mais de 50% dos votos. O mais recente estudo de opinião indica que Marcelo Rebelo de Sousa é o preferido de 61% dos inquiridos pela Eurosondagem para o Porto Canal e o semanário Sol.

O segundo classificado fica a grande distância do primeiro lugar e quase colado ao terceiro classificado. A novidade é que esse segundo lugar, até aqui ocupado por Ana Gomes, passa para André Ventura, o candidato do Chega que foi o primeiro a juntar-se à corrida, em Fevereiro: Ventura conta com 11% das intenções de voto e a socialista com 10%.

Esta distância de 1 ponto percentual entre o segundo e o terceiro é inferior à margem de erro da sondagem, que se situa nos 2,99%. Também a diferença entre a terceira classificada e a quarta (Marisa Matias) é inferior a esse valor. A candidata do BE recolhe a preferência de 8,5% dos inquiridos.

A partir daqui, aumentam as distâncias: João Ferreira, do PCP, conta com 5,5% das intenções de voto, e Tiago Mayan Gonçalves, da Iniciativa Liberal, fica-se pelo 1%.

O trabalho de campo para este estudo da Eurosondagem foi realizado entre os dias 12 e 15 de Outubro e implicou 1072 entrevistas válidas. Uma percentagem de 19,6 dos inquiridos mostram-se ainda indecisos ou preferiram não responder. O erro máximo da amostra é de 2,99% para um grau de probabilidade de 95%.

Sugerir correcção