Novo Toyota Yaris promete divertimento (e poupança) para a cidade

“Pensado para a vida urbana”. É desta forma que a Toyota apresenta a nova geração do Yaris, assente numa nova plataforma e a beneficiar da poupança de um sistema híbrido.

toyota,automoveis,sup-fugas,fugas,motores,portugal,
Fotogaleria
O novo Yaris chega ao mercado com duas motorizações a gasolina e uma híbrida DR
toyota,automoveis,sup-fugas,fugas,motores,portugal,
Fotogaleria
DR
toyota,automoveis,sup-fugas,fugas,motores,portugal,
Fotogaleria
DR

Pouco neste Yaris denuncia a origem nipónica. O que é facilmente entendido depois de se saber que esta nova geração foi projectada e desenvolvida especificamente para clientes europeus, com a sua produção concentrada em Valenciennes, no Norte de França. Afinal, é na “velha” Europa que os citadinos e os utilitários têm mais saída. E o Yaris posiciona-se algures entre estes dois importantes segmentos.

Assente na nova plataforma GA-B, a mais recente variante da Toyota New Global Architecture (TNGA), o Yaris reclama uma boa posição ao nível do design compacto, mas também em termos de versatilidade, prazer de condução e segurança.

Neste último capítulo, por exemplo, a Toyota afirma ter projectado o automóvel para que seja o compacto mais seguro do mundo. Para tal, foram instalados, de série, sistemas avançados de assistência ao condutor, entre os quais assistência de condução inteligente, cruise control adaptativo, reconhecimento de sinais de trânsito e sistema de pré-colisão. Esta última tecnologia apresenta-se melhorada, capaz de detectar peões de dia e noite e ciclistas durante o dia. Nos sistemas de segurança, destaque ainda para a inclusão de airbags centrais, que evitam que o condutor e o passageiro choquem um contra o outro em caso de impacto lateral. Isto tudo junto permitiu que o veículo conquistasse as cada vez mais exigentes cinco estrelas Euro NCAP, apenas com o equipamento de série.

Foto
DR

Compacto e ágil

Com proporções compactas e um reduzido diâmetro de viragem, o Yaris pretende distinguir-se na agilidade. E um contacto de curta duração com o carro, sobretudo em estradas urbanas, permitiu percepcionar precisamente isso – é fácil de conduzir e extremamente divertido, ao deixar-se manobrar com fluidez.

Na origem deste comportamento está a referida plataforma GA-B, que garante um centro de gravidade mais baixo e uma rigidez torsional superior ao modelo da anterior geração.

Não se pense, porém, que a característica “compacto” lhe rouba espaço. Mesmo com lotação esgotada, ou seja, com cinco ocupantes, não se sente o carro cheio. Face ao modelo que vem substituir, também é evidente uma aposta em materiais de qualidade superior, sobretudo ao nível do toque, sem que se sinta o frio dos plásticos duros.

Foto
DR

Em primeiro, o híbrido

O novo Yaris chega ao mercado com duas motorizações a gasolina e uma híbrida: 1.0 litros com 72cv e 93 Nm, acoplado a uma caixa manual de cinco velocidades, o 1.5 litros, com 125cv e 153 Nm, com caixa manual de seis relações, e a versão híbrida, também assente num motor a gasolina 1.5 litros, com caixa automática CVT.

Os holofotes estão, no entanto, voltados para a versão electrificada, que apresenta uma potência combinada de 116cv e faz uso do sistema full-hybrid de quarta geração da marca japonesa. O facto, de acordo com a Toyota, resulta numa melhor economia de combustível, emissões mais baixas e uma capacidade de autonomia eléctrica superior, sobretudo em cidade. E face ao que conhecíamos do antigo Yaris híbrido é fácil de perceber que a componente eléctrica entra mais vezes em acção, e durante mais tempo – “alguns estudos recentes revelam que em cidade poderá circular até 80% do tempo em modo eléctrico”, avança a Toyota. E, mesmo que esta última constatação seja um exagero, a verdade é que essa capacidade é uma das razões pelas quais as médias de consumo são aliciantes: 3,8 l/100 km. Já as emissões de CO2 conseguem ficar nos 87 g/km – ambos os valores são referentes ao ciclo WLTP, que se revelam muito próximos do que se obtém no dia-a-dia.

O novo Toyota Yaris já se encontra à venda em Portugal, estando disponível associado a seis níveis de equipamento: Comfort, Comfort Plus, Exclusive, Square Colection, Luxury e Premier Edition. Os preços arrancam nos 16.990€, para o 1.0; o híbrido comercializa-se a partir de 20.990€.