Alemanha teve póquer do Golden Boy e a estreia de uma “criança”

Youssouf Moukoko tornou-se, aos 16 anos, o jogador mais novo de sempre a actuar num jogo da primeira divisão germânica, um pecúlio já aguardado há algum tempo, tal é o destaque deste jovem desde tenra idade.

Moukoko com a camisola do Dortmund
Foto
Moukoko com a camisola do Dortmund LUSA/FRIEDEMANN VOGEL

Este foi um sábado marcante na Liga alemã. O Bayern de Munique (1-1 frente ao Bremen) e o RB Leipzig (1-1 frente ao Eintracht) vacilaram, mas, por estranhos que sejam estes “tropeções”, o destaque maior veio de Berlim.

Em casa do Hertha, o Borussia Dortmund goleou por 2-5... mas também não é esse o destaque primordial. Acima da vitória e do resultado expressivo está, primeiro, o póquer de Erling Haaland, que continua com registos impressionantes. No dia em que soube que é o Golden Boy 2020, o avançado norueguês marcou mais quatro golos e chegou ao 15.º em 12 jogos.

Também deste jogo saiu mais um detalhe histórico: este foi, finalmente, o dia da já esperada estreia de uma “criança” num jogo da Liga Alemã. O jovem Youssouf Moukoko tornou-se, aos 16 anos, o jogador mais jovem de sempre a actuar num jogo da primeira divisão germânica, um pecúlio já aguardado há algum tempo.

Moukoko tem sido um dos jogadores mais precoces da história do futebol, dominando o futebol jovem alemão desde os 12 anos. O PÚBLICO contou-lhe a história deste jogador, que, nesta temporada, na equipa sub-19 do Dortmund, leva 13 golos em apenas quatro (!) jogos. Aos 16 anos.

Sugerir correcção