Bruno Fernandes salva o Manchester United com penálti “em duplicado”

O médio falhou um penálti, mas o árbitro ordenou que o pontapé fosse repetido. Aí, o português não repetiu o desperdício.

Fernandes a bater um penálti neste sábado
Foto
Fernandes a bater um penálti neste sábado LUSA/Alex Livesey / POOL

Bruno Fernandes voltou neste sábado a ser decisivo no Manchester United, marcando o golo que permitiu à equipa vencer o West Bromwich, por 1-0.

O United vinha de apenas dois triunfos internos nos últimos cinco jogos e o atraso na tabela (sete pontos para o líder) justificava necessidade de vencer. A equipa correspondeu no campo, com várias oportunidades de golo – só Martial falhou três na primeira parte –, mas apenas da marca de penálti é que conseguiu fazer a diferença.

Aos 53’, Furlong colocou a mão à bola e Bruno Fernandes pôde bater o castigo máximo. O português permitiu a defesa ao guardião adversário, mas o árbitro ordenou a repetição do pontapé. À segunda, deu mesmo golo de Bruno Fernandes, que marcou pela sétima vez na temporada.

Antes disso, o médio já tinha cometido um penálti – revertido pelo VAR –, numa noite em que teve uma relação estreita com a marca dos 11 metros.

O Manchester United não conseguiu “matar” o jogo – Maguire e Rashford poderiam tê-lo feito – e ainda sofreu com uma grande oportunidade desperdiçada por Callum Robinson. A equipa acabou por aguentar a vantagem e subir, desta forma, ao nono lugar – uma posição provavelmente temporária, dependente dos jogos deste domingo.

Sugerir correcção