Eduardo Lourenço: vaca sagrada da cultura portuguesa? “Não me sinto, mas pelos vistos tomam-me!”

Foto
Rui Gaudêncio
  • Entrevista publicada originalmente a 25 de Maio de 2003

O telefone toca com frequência em Vence, França, onde vive desde 1975. Pedem-lhe textos, depoimentos, sobre tudo. Sente-se a “vaca sagrada” da cultura portuguesa? “Não me sinto, mas pelos vistos tomam-me!”

Sugerir correcção
Comentar